Restaurante em São Paulo invade calçada

Em ano que o Brasil sedia os jogos paralímpicos, o que dizer de um restaurante que coloca bancos na calçada tornando-a inacessível a cadeirantes?

Esta é a postura do restaurante Josephine, localizado na Rua Bueno Brandão, no bairro nobre Vila Nova Conceição .

Importante destacar que em 2015 o Brasil aprovou o Estatuto das Pessoas com Deficiência- a Lei 13.146/2015 e mesmo assim é desrespeitada por alguns estabelecimentos .

REVISTA VEJA DENUNCIA ROBERTO CLAUDIO – PREFEITO DE FORTALEZA

roberto claudio

A Revista Veja publico no último dia 06 de Setembro matéria de que o atual Prefeito de Fortaleza e candidato a reeleição – Roberto Claudio – recebeu R$ 78.000,00 de servidores públicos.

Continuar lendo REVISTA VEJA DENUNCIA ROBERTO CLAUDIO – PREFEITO DE FORTALEZA

Comissão de combate à corrupção realiza novos debates na próxima semana

Deputado Onix
Deputado Onyx Lorenzoni (DEM)- Presidente da Comissão Especial

A comissão especial (temporária criada para analisar e votar proposta de emenda à Constituição (PEC), projeto de código e propostas que envolvam matéria de competência de mais de três comissões de mérito) e que analisa o projeto que estabelece medidas contra a corrupção (PL4850/16) promove duas audiências públicas na próxima semana.

Na segunda-feira (5), foram convidados para falar sobre o assunto:
– o ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) nacional, Marcello Lavenere;
– a presidente da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), deputada estadual Ana Cunha;
– o jurista especializado na área penal Juares Cirino dos Santos;
– o secretário-geral da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), Elisio Teixeira; e
– o presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal, Carlos Eduardo Miguel Sobral.

O relator do projeto, deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), um dos parlamentares que pediu a realização desse debate, afirma que o assunto é complexo “e demanda uma ampla e democrática discussão no meio social, com a participação de diversas instituições e da sociedade civil”.

O Relator esquece que o Projeto de Lei é de iniciativa popular, assinado por mais de 2,5 milhões de brasileiros.

A audiência, que também foi solicitada pelo deputado Paulo Teixeira (PT-SP), será realizada no plenário 4, a partir das 14h30.

Novo debate
Na terça-feira (6), serão ouvidos o ex-ministro-chefe da Controladoria-Geral da União (CGU) Jorge Hage Sobrinho; e o representante do Ministério Público Federal Eugênio José Guilherme de Aragão.

“O ex-ministro-chefe da CGU contribuiu na instalação de uma série de novas políticas de defesa do patrimônio público e de combate à corrupção”, afirmou Paulo Teixeira ao solicitar o depoimento de Jorge Hage.

A audiência, que também foi proposta pelo deputado Antonio Carlos Mendes Thame (PV-SP), será realizada a partir das 9 horas, no plenário 14.

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

A MALDIÇÃO DO FORUM TRABALHISTA DE SÃO PAULO

maldição

Já nasceu amaldiçoado! O famoso Forum do “Lalau” já nasceu fruto de corrupção e lavagem de dinheiro pelo seu antigo Presidente e hoje condenado da Justiça – Nicolau dos Santos .

Como se não bastasse, o Forum é utilizado como trampolim da morte por suicidas.

Na última segunda-feira, 29/08,  um homem cometeu suicídio, desta vez com uma criança de 5 anos em seu colo.

Imediatamente 5 entidades de advogados enviou um OFÍCIO exigindo explicações da Presidente do Tribunal Regional do Trabalho em razão de promessa não cumprida da Presidente de instalar redes de proteção nos andares altos.

 

Em resposta ao ofício encaminhado pela OAB SP e outras seis entidades representativas da advocacia, a presidente da Corte, Silvia Regina Pondé Galvão Devonald, declarou que o acesso às rampas que ligam as alas do edifício foi bloqueado com chapas de madeira, substituindo as fitas plásticas zebradas que ali estavam fixadas com o intuito de impedir a passagem, o que teria se apresentado como ineficaz.

A medida foi concretizada na terça-feira (30/08), quando o Fórum permaneceu fechado, com expediente suspenso. As ações adotadas pelo TRT-2, conforme o ofício GP nº372/2016, continuarão nos próximos dias. A direção do Tribunal determinou que o setor de marcenaria interrompa as demais atividades, deslocando todo o efetivo para o Fórum Ruy Barbosa com a tarefa de instalar chapas de madeira no parapeito de todas as rampas do prédio. Assim, ficariam impossibilitados novos incidentes, como os cinco ocorridos desde 2007. Após a conclusão deste serviço, segundo o TRT SP, será restabelecendo o trânsito de pessoas entre as alas do edifício, por meio das rampas.

Poucas horas após as mortes ocorridas na segunda-feira (29/8) no Fórum Ruy Barbosa, a Secional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil, a Associação dos Advogados de São Paulo (AASP), a Associação dos Advogados Trabalhistas de São Paulo (AATSP), a Associação Brasileira dos Advogados Trabalhistas (ABRAT), o Instituto dos Advogados de São Paulo (IASP), o Centro de Estudos das Sociedades de Advogados (CESA) e o Sindicato das Sociedades de Advogados dos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro (SINSA) solicitaram esclarecimentos, em caráter de urgência, a respeito das medidas que vinham sendo adotadas para fazer frente às mortes ocorridas nas dependências do Fórum.

O ofício encaminhado pelas entidades para a presidência do TRT-2 foi elaborado durante reunião nas dependências da Sede Institucional da OAB SP. As entidades questionaram o Tribunal sobre a razão da não instalação das redes de proteção nos andares do Fórum, conforme a Corte havia se comprometido em reunião no primeiro semestre, que contou com a participação de instituições da advocacia e do arquiteto Décio Tozzi, responsável pelo desenho do edifício.

A Secional paulista da Ordem também encaminhou um pedido à Secretaria de Segurança do Estado de São Paulo (SSP-SP) solicitando que a Comissão de Direitos Humanos acompanhe o inquérito lavrado no 23º Distrito Policial, em Perdizes, que investiga as duas mortes – entre elas a de uma criança – ocorridas nesta segunda-feira no Fórum Ruy Barbosa.

A resposta do TRT 2ª Região será objeto de análise pela OAB SP e demais entidades que oficiaram ao Tribunal.

Fonte: OABSP e CLIPPING AASP

 

Após o julgamento do Senado, o Brasil perdeu!

SOCO

Lamentavelmente o Senado Federal deu um soco no estômago dos “Coxinhas” . A manobra articulada por um deles acabou levando milhões de Brasileiros a pressionarem os Partidos Políticos a ingressarem com Ações Judiciais contra a II Parte do Julgamento do Impeachment, ou seja, aquela que não cassou os direitos políticos da ex-Presidente Dilma.

O Senador Álvaro Dias do PV/PR anunciou hoje a tarde que irá ingressar com Mandado de Segurança no Supremo, além do PSDB, o Senador Ronaldo Caiado e outros.

A Constituição não autoriza o desmembramento da punição para os Presidentes afastados por impedimento, caso ontem aplicado à ex-Presidente Dilma, que além da destituição do cargo teria como consequência a inelegibilidade pelos próximos 08 anos.

O Senado desmembrou o dispositivo da Constituição, sem qualquer autorização. Segundo o articulador da medida, Senador Renan Calheiros, o Senado teria autonomia para tal.

SÓ QUE NÃO!

Cabe ao STF dá a última palavra.